TRATAMENTO "SEM RECEITA"

neurofeedback

De acordo com um crescente número de organizações como a APA – American Psychology Association (https://www.apa.org/monitor/2012/06/prescribing), a prescrição medicamentosa para problemas psicológicos tem escalado a níveis incríveis.
Falam de medicação excessiva e de medicação inapropriada.

Uma das causas apontadas tem a ver com o facto de um número muito elevado de pacientes recorrem aos seus médicos de clinica geral, nem sempre totalmente informados sobre alternativas e efeitos nocivos.

Mas há outras causas como o facto das alternativas não serem comparticipadas nas mesma medida que os medicamentos.

O marketing agressivo praticado pela industria farmacêutica tem gerado excesso de confiança nos benefícios da medicação e um forte desvalorização das alternativas. 

É urgente procurar soluções com evidência científica, de preferência terapias breves, não invasivas, com um mínimo de efeitos secundários e com efeitos duradouros.

É não só uma meta para o bem estar da humanidade, mas também um meta económica.